Verão e coração

Crivaldo Gomes Cardoso Jr, do Departamento de Educação Física da SOCESP, explica como o cardiopata pode aproveitar o verão e manter a saúde do coração.

1. O cardiopata pode aproveitar o verão como qualquer outra pessoa. Qualquer um pode e deve aproveitar o verão para melhorar seu condicionamento físico, seja com atividades recreativas ou mais formais. Vale lembrar que a relação variação sazonal e risco de eventos cardíacos, tromboembólicos e vasculares ainda não foi plenamente estabelecida. No entanto, estudos isolados apontam o inverno e a primavera como estações nas quais ocorre um elevado índice de mortes por causas de fundo cardiovascular em geral. Assim, o verão por si só, parece ser uma estação um pouco mais segura no que diz respeito ao risco de eventos fatais. Os atrativos do verão e a magia do ano novo que, comumente, resultam em promessas de o indivíduo se tornar subitamente mais ativo, implicam em sérios riscos para a saúde de qualquer um, sobretudo para o cardiopata. Deve-se prestar a atenção em alguns cuidados essenciais, como boa avaliação cardiovascular, médico concordando que seu paciente faça atividade física e orientação de um professor de educação física.

2. Todo cardiopata que apresentar doença instável deve evitar a prática do exercício físico, sobretudo em condições térmicas desfavoráveis, como é o caso do esforço sob o calor. Por isso, é imperioso lembrar que o melhor horário para a prática do exercício ao ar livre, sobretudo no verão, é até às 10 horas da manhã e após às 17 horas, acompanhada sempre de uma boa hidratação.

3. Os cuidados não se restringem ao cardiopata, porém os riscos envolvidos com a prática do exercício são maiores nessa população. De maneira geral, o cardiopata deve realizar periodicamente avaliação cardiovascular para se assegurar de que sua doença está controlada. Deve ter autorização médica para a prática do exercício, orientação de um professor de educação física, deve realizar uma boa hidratação, evitar o esforço físico entre 10 e 17 horas e usar roupas leves, claras e confortáveis.

4. Esses cuidados também valem para pessoas sem problemas. Todos devem seguir essas dicas para evitar episódios cardíacos inesperados.

5. Dicas: Evite os raios solares mais fortes, escolha o período da manhã ou o fim da tarde para as sessões de exercício físico ao ar livre. Para um dia inteiro fora de casa, limite o tempo de exposição ao sol. Aproveite as sombras disponíveis, para arrefecer-se. Mantenha-se fresco, vista roupas largas, com cores claras, que desviam os raios solares, dê preferência às confeccionadas com fibras naturais, como algodão, seda e linho. Evite roupas de poliéster e nylon, pois esses materiais aumentam a temperatura e prejudicam a dissipação do calor. Use um protetor ou bloqueador solar de boa qualidade, com FPS. E lembre-se de reaplicá-lo com regularidade, especialmente antes e depois de nadar. Caso você seja uma daquelas pessoas que adora tomar banho de sol, lembre-se de encher um borrifador de água e pulverize-se frequentemente. Beba muita água! Esses cuidados servem para todos em todas as estações do ano, mas no verão se tornam praticamente obrigatórios. Procure sempre estar atento a essas dicas! O seu coração agradece!!!

Esta entrada foi publicada em Verão e marcada com a tag , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Os comentários estão encerrados.